Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Proposta de resolução do teste do 10º Ano

Mäyjo, 31.01.09

 

PROPOSTA DE CORRECÇÃO DO 5º TESTE DE GEOGRAFIA 10º Ano

Janeiro/Fevereiro de 2009

 

CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Só será atribuída a cotação completa quando as respostas revelarem:

• objectividade e capacidade de síntese;

• correcção científica e vocabulário científico adequado;

• correcta fundamentação dos argumentos utilizados;

• domínio da expressão escrita.

 

 

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE CLASSIFICAÇÃO

Grupo I

1.1-  Temporária /sazonal

1.2- A resposta deve referir as seguintes razões, ou outras consideradas significativas:

  • Precariedade dos contratos;
  • Situação social e económica do país
  • Facilidades permitidas pela abolição de fronteiras;
  • Internacionalização das empresas portuguesas.

 

2.1- Deviam ser assinaladas as alíneas b), c), e), g) e h).

 

Grupo II

1.1-  A legenda deveria ser:

  • A – Maciço antigo ou maciço Hespérico
  • B – Orlas mesocenosóicas
  • C –  Bacias do Tejo e Sado

1.2-  A resposta deve referir que a unidade A – Maciço antigo ou maciço Hespérico é a que possui maior quantidade de recursos minerais, pois tem recursos metálicos, energéticos e rochas ornamentais, enquanto as outras unidades têm apenas rochas industriais.  

 

1.3-  As ligações a definir seriam as seguintes:

Recurso mineral

 

Tipo de recurso

 

Área de produção

 

 

Volfrâmio ●

 

● Mineral energético ●

Areia ●

 

● Maciço Antigo

Sal-gema ●

● Mineral metálico ●

 

Granito ●

 

Urânio ●

● Mineral não metálico ●

● Orlas Mesocenozóicas

Carvão ●

 

 

Mármore ●

● Rocha industrial ●

Ferro ●

 

● Bacias do Tejo e Sado

Margas ●

● Rocha ornamental ●

 

Quartzo ●

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2.1- A resposta deve referir que Portugal tem que importar porque não produz o suficiente: não há em quantidade, a qualidade é fraca e a forma de exploração acarreta grandes custos.

2.2- A resposta deve referir os seguintes aspectos, ou outros considerados significativos:

  • Destinam-se essencialmente à exportação (mais de metade da produção);
  • Correspondem a 66% do valor de exportação da indústria extractiva,
  • Cria postos de trabalho.

 

3- A resposta deve referir os seguintes aspectos, ou outros considerados significativos:

  • Poluição sonora causada pelos rebentamentos dos explosivos;
  • Formação de poeiras;
  • Destruição da paisagem.

 

4.1- A resposta deve referir que, como geralmente se localizam no interior, ao criarem emprego promovem a fixação da população e diminuem o êxodo rural.

4.2- A resposta deve referir os seguintes aspectos, ou outros considerados significativos:

  • Aumento do emprego;
  • Diminuição do êxodo rural;
  • Desenvolvimento do comércio e dos serviços;
  • Criação de infra-estruturas;
  • Novos investimentos.

 

5.1- A resposta deve referir que o consumo de petróleo deve diminuir, assim como de carvão (embora menos) o consumo de energia hídrica e de “outras manter-se-á e o gás natural aumentará.

5.2- A resposta deve referir que a evolução deverá ficar a dever-se à substituição do petróleo por energias alternativas (gás e energias renováveis), devido ao perigo de esgotamento das fontes de petróleo e com o intuito de diminuir a dependência, a poluição e os custos.

 

6.1- A resposta deve referir que como não temos recursos energéticos não renováveis, temos que importar o petróleo, o carvão e o gás natural, que fazem funcionar o sector termoeléctrico.

6.2.1- A resposta deve referir que as quantidades importadas variam com as condições do ano hidrológico: quando há mais precipitação importamos menos e vice-versa.

6.3- A resposta deve referir os seguintes aspectos, ou outros considerados significativos:

  • Apostar em energias alternativas renováveis: solar, biomassa e hídrica;
  • Poupar energia fazendo um uso racional;
  • Fazendo construções ecológicas que minimizem as perdas de energia.

 

7.1- A resposta deve referir que houve um crescimento global apesar das variações anuais: verificou-se um máximo em 96/97 e dois mínimos relativos em 92 e 99, seguido da previsão de novo aumento.

7.2- A resposta deve referir os seguintes factores, ou outros considerados significativos:

  • Desenvolvimento económico – mais indústria e serviços;
  • Melhoria das condições de vida da população – maior uso de equipamentos eléctricos.

 

8.1- A resposta deve referir os seguintes regiões: grande Lisboa, grande Porto e península de Setúbal.

8.2/8.3- A resposta deve ser afirmativa e referir que se verifica um maior consumo nas regiões do litoral (mais desenvolvidas) que nas regiões do interior: é aí que vive mais população, há mais actividades económicas e circulam mais transportes.

 

9.1- A resposta deve referir que são potencialmente mais viáveis pois o país tem boas condições físicas para a produção de muitas delas o que faria diminuir a dependência do exterior.

9.2- A resposta deve referir a energia hídrica e solar/eólica.

 

Questões para o 10ºAno

Mäyjo, 29.01.09

Como “ dizem” que estudam muito, ou então que não sabem o que estudar…

Estive a ver testes de anos anteriores e escolhi estas questões para poderem treinar, pelo menos enquanto pensam na resposta estão a estudar!

 

 

Leia a seguinte afirmação.

Portugal não é auto-suficiente em termos de recursos minerais, o que provoca a dependência da indústria extractiva em relação ao mercado exterior.

1- Explique a afirmação.

2- As rochas ornamentais são uma excepção à situação apresentada pela frase inicial. Explique a importância desse recurso para a economia portuguesa.

 

 

O sector termoeléctrico permite diminuir as importações de electricidade, mas em contrapartida aumenta a dependência em termos energéticos.

1- Explique a afirmação.

2- Portugal recorre à importação de electricidade, contudo as quantidades importadas variam de ano para ano.

       2.1- Justifique essas oscilações.

   3- Apresente uma solução para este problema da dependência energética de Portugal.

 

 

Leia a seguinte afirmação.

Em termos energéticos, Portugal tem um grande potencial em energias renováveis.

1- Explique a importância das energias renováveis para Portugal.

2- Refira os dois tipos de energias renováveis mais utilizadas no país.

 

Ficha de trabalho para o 9ºAno

Mäyjo, 28.01.09

Esta é uma ficha que as turmas do 9º ano fizeram.

 

Ficha de trabalho nº1

Nome:___________________________________________

Nº ___               Ano___                Turma ___

Contrastes de desenvolvimento

     

 

1-       a frase que se segue.

“…São Paulo. Aterrorizadas com o crime, as classes mais endinheiradas vivem em enclaves protegidos por guardas armados.”

National Geographic, Novembro de 2002

 

1.1- Associa a situação descrita na frase a uma das quatro opções seguintes, assinalando-a com um X:

___ Gente com elevado nível de vida e qualidade de vida deficiente.

___ Gente com elevado nível de vida e boa qualidade de vida.

___ Gente com baixo nível de vida e má qualidade de vida.

___ Gente com baixo nível de vida e elevada qualidade de vida.

 

1.2- Justifica a opção que tomaste na resposta anterior.

 

 

 

2- O quadro apresenta-nos os valores de IDH de dois grupos de países: europeus e africanos.

Países europeus

IDH

Países africanos

IDH

Bélgica

Macedónia

Hungria

Grécia

0,939

0,772

0,835

0,885

Zimbabwe

Nigéria

Egipto

África do Sul

0,551

0,462

0,642

0,695

 

2.1- Explica o significado de IDH.

2.2- Indica quais os aspectos que são considerados para a obtenção do IDH.

2.3- Ordena os países constantes da lista por ordem crescente de desenvolvimento.

2.4- Indica um país, ilustrado no quadro, que corresponda a cada uma das situações apresentadas a seguir:

a) as pessoas têm muita facilidade m satisfazer as suas necessidades;

b) a taxa de analfabetismo é muito elevada;

c) as pessoas podem esperar viver muito tempo.

 

 

 

3- Comenta a seguinte afirmação:

“Não pode haver desenvolvimento sem crescimento económico.”

 

 

 

 

 

4- Observa o Gráfico que se segue.

IDH semelhante riqueza diferente

 

4.1- Indica qual o outro indicador de crescimento económico que habitualmente anda associado ao PIB.

 

4.2- Refere qual das colunas ilustra o crescimento económico dos vários países.

4.3- Indica duas justificações possíveis para o facto de o Botswana e a Costa Rica terem PIB semelhante e IDH tão diferente.

 

 

 

5- o texto que se segue.

“Caso houvesse poder de compra igual para todos, seriam necessários 26 planetas como a Terra para satisfazer as necessidades globais. Os níveis de consumo são hoje 25% superiores à disponibilidade de recursos.”

Visão, 5 Setembro de 2002

 

5.1- Transcreve do texto a frase que denuncia a urgência de um desenvolvimento sustentável.

5.2- Justifica a escolha que fizeste na resposta anterior.

5.3- Refere quais as gerações que ficarão penalizadas se o processo de desenvolvimento em curso não se alterar.

 

Bom trabalho!

 

 

Opiniões

Mäyjo, 27.01.09

Estive a ver os resultados do inquérito sobre o blog e fiquei a pensar: quem terá respondido, serão outras pessoas que não os meus alunos apenas, o que gostariam de encontrar aqui...?

 

Assim, decidi lançar um desafio:

  • quem visita este blog está desafiado a comentar sobre o que realmente achou deste espaço,
  • poderá dar sugestões sobre assuntos que aqui gostaria de encontrar (legais, claro! LOL).

Gostava de conhecer a opinião das outras pessoas, que não aquelas com que estou diariamente, sobre a possível utilidade deste espaço.

Desde já o meu obrigado a quem estiver interessado em colaborar para que este blog possa ser útil a mais pessoas.

 

Fico à espera das sugestões

 

PS - Esta imagem é dedicada ao David... lol

Os power point das aulas do 9º Ano

Mäyjo, 27.01.09

A pedido de "várias famílias" aqui ficam os textos dos power point usados nas últimas aulas do 9º Ano.

Peço desulpa ao 9º E mas não me foi possível disponibilizá-los mais cedo.

 

 

_________________________

O desenvolvimento

Sumário: Os indicadores do desenvolvimento.

                 O índice de desenvolvimento humano.

                 A distribuição do IDH no globo.

 

Medir o desenvolvimento é difícil => indicadores

Económicos

          PNB/hab

          PIB/hab

          Produção e consumo de energia por habitante

          Produtividade do trabalho

          Taxa de desemprego

          População activa (…)

Socioculturais

          Taxa de analfabetismo

          Nº de jornais vendidos

          Nº de mulheres com curso superior

          nº de polícias por 1000 hab

          Nº de pessoas por médico (…)

Demográficos

          Taxa de natalidade

          Taxa de mortalidade

          TMi

          Longevidade

          EMV (…)

Políticos

          Respeito pelos direitos humanos

          Igualdade nas oportunidades para os dois sexos

          Liberdade de imprensa

          Liberdade de reunião

          Liberdade de religião

          A existência de regime político democrático (…)

Em 1999 => Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) => IDH

Índice de Desenvolvimento Humano

          Rendimento - PIB/hab

          Longevidade - EMV

          Conhecimento – Taxa de alfabetização

Varia entre 0 e 1

          Elevado: mais de 0,8

          Médio: 0,5 a 0,8

          Baixo: menos de 0,5

_____________________________________

 

A qualidade de vida

Sumário: A relação entre bem-estar e desenvolvimento.

                 As diferenças do bem-estar a nível mundial.

                 As dimensões da qualidade de vida.

                 As “variações” da qualidade de vida.

O crescimento económico deve ser um meio e não um fim!

O crescimento permite o acesso mais fácil:

          aos serviços de saúde

          a quantidade e qualidade da alimentação

          a generalização da educação básica a todos

 

Crescimento => aumento do consumo =>                                                                 

melhoria do nível de vida =>                             

melhoria do bem-estar *

*Bem-estar – estado resultante da satisfação das necessidades humanas básicas: alimentação, saúde, habitação e instrução.

 

Relação entre desenvolvimento
e bem-estar

Aspectos do IDH

 

Componentes do bem-estar

EMV

… condicionada por..

Acesso à saúde

Nível médio de instrução

… depende das

Condições de ensino

Nível de vida

… que permite obter…

Alimentação e habitação

 

Podemos dizer:

           Bem-estar só existe se houver desenvolvimento

           O nível de desenvolvimento de uma população pode avaliar-se pelo seu bem-       estar

 

Assim, é fácil perceber que há grandes diferenças entre países desenvolvidos e países em desenvolvimento.

Bem-estar não chega para ser feliz…

Os aspectos relativos ao bem-estar, para muitos não chegam para se sentirem satisfeitos. O conceito de qualidade de vida tem uma dimensão pessoal e psicológica.

Qualidade de vida – estado de espírito que resulta da satisfação das necessidades básicas mas que supõe também a realização pessoal, sensação de segurança, integração social, liberdade e sentimento de felicidade. 

 

Este conceito não é igual para todos, tem diferentes dimensões:

 

Cada um dos indicadores da qualidade de vida adquire a forma que lhe é dada pela pessoa em questão, em função do lugar onde habita e da época em que vive.

 

 

____________________________________

 

As diferenças no desenvolvimento

Sumário: Contrastes entre Países Desenvolvidos e Países em desenvolvimento

                  As diferenças de desenvolvimento dentro do mesmo país.

 

As diferenças de desenvolvimento são gritantes!

          Os muito ricos => excessos

          Os muito pobres => carências nas diferentes áreas da vida: saúde, alimentação, educação...

 

As diferenças ocorrem dentro do mesmo país:

          Entre os ricos e os pobres: rendimento está mal distribuído e as despesas públicas, com serviços básicos, beneficiam quem menos precisa.

          Entre rurais e urbanos: os bens essenciais são mais acessíveis aos urbanos.

          Entre imigrantes e naturais do país: muitas vezes os imigrantes não têm as mesmas oportunidades, por exemplo nos estudos.

          Entre etnias: Na África do Sul, nos anos 90, a EMV de um negro era 14 vezes inferior à de um branco.

          Entre crianças e adultos: muitas crianças são obrigadas a trabalhar.

          Entre homens e mulheres: nos EUA a percentagem de mulheres em situação de pobreza é maior que a dos homens.

          Entre idosos e jovens: os mais velhos são mais carenciados devido às reformas, solidão e problemas de saúde.

          Entre diferentes regiões: o desemprego é muitas vezes maior em cidades periférica do que na capital.

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/5